Caso Helena: primo teria sido o primeiro a chegar ao local do crime

A Polícia já teria um suspeito do crime

BATANEWS/TOPMIDIANEWS


Menina foi atingida com cerca de três tiros - Crédito: Arquivo pessoal

Após ter ouvido o barulho dos tiros que tiraram a vida da pequena Helena, de apenas 6 anos, em Carapicuíba, na última sexta-feira (29), um primo do pai da criança teria sido o primeiro a chegar ao local do crime.  Segundo o relato, após os disparos, ele foi avisado pela esposa que o carro baleado era do seu primo. As informações são do Portal R7.

Ele desceu e encontrou o primo, ainda que ferido, segurando Helena no colo e gritando desesperado: 'Salva a minha filha'. O familiar, então, colocou Helena e Evandro no carro que havia sido baleado e tentou levá-los para um hospital, mas o veículo não funcionou.

Outros moradores da região tentaram empurrar o carro, mas ele continuava a não funcionar. O primo da vítima seguiu para a lanchonete em que trabalha para pegar o próprio carro, mas demorou alguns momentos para achar a chave do veículo e quando voltou ao local outro vizinho já havia levado Helena para o hospital.

O pai da criança passou por cirurgia e segue internado em estado estável, sem risco de morte.

Durante todo o fim de semana, agentes da Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Civil Municipal de Carapicuíba trabalharam em conjunto para tentar localizar o suspeito de matar Helena. Segundo informações do repórter Thiago Gardinali, da Record TV, a polícia já tem a identificação de um suspeito e segue em diligências para encontrar.