Lula diz que ações no RS podem valer para outros desastres e pede 'civilidade' a candidatos de 2024

O presidente participou nesta terça-feira 21 da Marcha dos Prefeitos, em Brasília

BATANEWS/CARTACAPITAL


O presidente Lula na Marcha dos Prefeitos, em Brasília, em 21 de maio de 2024. Foto: Ricardo Stuckert/PR

O presidente Lula (PT) afirmou que as medidas adotadas para a reconstrução do Rio Grande do Sul não se limitarão ao estado, mas valerão para qualquer região que venha a enfrentar cenários graves em decorrência da crise climática.

A declaração foi proferida durante a Marcha dos Prefeitos, em Brasília (DF), nesta terça-feira 21.

“O que nós fizemos no Rio Grande do Sul não é só para o Rio Grande do Sul”, disse o presidente. “Em qualquer crise climática que tiver em algum estado, nós estamos obrigados a fazer igual ou melhor do que fizemos no Grande do Sul.”

O petista disse acreditar que a tragédia no território gaúcho, que já deixou 161 mortos, deverá mudar o paradigma dos desastres climáticos no Brasil.

Lula também mencionou a dimensão política, ao tratar das eleições municipais deste ano. Ele pediu “civilidade” aos prefeitos e ressaltou que a situação no Rio Grande do Sul é uma oportunidade de trazer mais harmonia ao País. “Não permitam que as eleições deste final de ano façam com que vocês percam a civilidade. Este país está precisando de civilidade.”

No discurso, o petista ainda confirmou que o governo determinou a manutenção da alíquota previdenciária dos municípios em 8%. A desoneração da folha de pagamento dos entes federativos é objeto um projeto de lei em tramitação no Congresso Nacional.