Time de Cezário quer usufruir de liberdade como o 'capitão'

CVNEWS/CGNEWS


Pablo Gusmão (esq), advogado de Rudson Bogarim, com o cliente no pátio do Gaeco (Foto: Alex Machado/Arquivo)

Em campo - A semana é decisiva para o “time' de Francisco Cezário, que tenta emplacar alguma vitória na Justiça desde a deflagração da Operação Cartão Vermelho, que apura desvio de R$ 6 milhões na FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul). As atenções estão voltadas para a próxima sessão da 1ª Câmara Criminal do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), prevista para o dia 20.

Também quero - Isso porque as defesas aguardam que os habeas corpus já negados sejam redistribuídos para a relatora do processo, a desembargadora Elizabete Anache. Foi ela quem concedeu ao presidente afastado da FFMS a substituição da prisão preventiva por medidas cautelares, como uso de tornozeleira eletrônica. Se vale para o capitão do time, a esperança é que valha para os outros.

O “time' - Na expectativa estão Rudson Bogarim Barbosa, gerente de TI (Tecnologia de Informação) da FFMS, que já teve o HC negado por duas vezes, em 1ª e 2ª instância. Os irmãos Aparecido e Valdir Alves Pereira, sobrinhos de Cezário, que pedem extensão do benefício concedido ao tio; Umberto Alves Pereira e o filho, Marcelo Mitsuo Ezoe Pereira aguardam análise do recurso. Na lista, ainda tem Francisco Carlos Pereira, irmão de Aparecido e Valdir. Todos estão presos desde o dia 21 de maio.

Eita, nóis! – Festa junina em ano eleitoral é sinônimo de muita andança e comilança para os políticos. O pré-candidato à prefeitura de Campo Grande, Beto Pereira (PSDB), fez um verdadeiro tour pelos arraiás nesse fim de semana, passando pelo Nova Campo Grande, Aero Racho e no centro. A pré-candidata ao cargo pelo União Brasil, Rose Modesto, gastou sorriso e aperto de mão no Arraiá da Família, no Parque de Exposições Laucídio Coelho. A prefeita e candidata à reeleição Adriane Lopes (PP) também marcou presença no Arraiá de Santo Antônio, fazendo boquinha, passando pelo milho cozinho, espetinho e terminando no arroz doce.

Voraz – Quem também teve fim de semana recheado foi o governador do Estado, Eduardo Riedel (PSDB). Entre anúncios de investimentos e assinatura de obras para as cidades do interior, Riedel aproveitou para saborear comidas típicas da temporada junina na 46° edição da Feira Agropecuária de Três Lagoas, a Expotrês, na última sexta-feira (14). Encarou um pastel e degustou uma pipoquinha.

Modão - Ao lado da primeira-dama, Mônica Riedel, o governador curtiu as atrações musicais da tradicional feira e até tirou foto com o cantor Zezé, da dupla sertaneja Zezé di Camargo e Luciano. Riedel também se animou com a apresentação da Banda de Música do CMO (Comando Militar do Oeste) durante o desfile de 109 anos de Três Lagoas. Chegou a descer do palco e arriscou uns passos ao lado dos integrantes da banda.

Sossego – Longe dos festejos, o ex-governador Reinaldo Azambuja (PSDB) aproveitou o fim de semana na paz do campo, depois do episódio do furto de seu apartamento, em Campo Grande. Postou foto brincando com cachorro e uma frase motivacional. “Domingo, hoje é dia de alegrar a alma com as coisas leves da vida. Relaxe, descanse, confie. Vai dar tudo certo!'. Namastê.

De boa - Quem está na mesma sintonia é o ex-prefeito da Capital, Marquinhos Trad. Ele, que gastou muita sola de sapato em campanhas anteriores e passou por disputa eleitoral conturbada em 2022, agora, exibe momentos em família, mesmo anunciando que irá concorrer à Câmara Municipal. No sábado, ele postou foto com a esposa Tatiana Trad e a neta Isabele, que fez aniversário de 5 anos.

Deboche - O advogado e ex-deputado sul-mato-grossense Fábio Trad (PSD) classificou como “deboche', “crueldade' e “esculhambação da legislação penal', a proposta de limitar o tempo de gestação para o aborto legal, além de equiparar os casos de crime a homicídio, conforme projeto do deputado federal Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), aprovada no dia 12. “[...] ou vocês acham que o número de 22, escolhido no projeto como número de semanas de gestação foi escolhido por critério científico?', questionou Fábio.

Não desiste - O vereador Ronilço Cruz, o 'Guerreiro' (Podemos), lançou o abaixo-assinado “Por amor ao Calçadão da Barão', pedindo o cumprimento das ações da lei que transformou a área em Patrimônio de Interesse Cultural de Campo Grande. O vereador defende que o espaço deve ser revitalizado para receber feiras de arte e cultura, inclusive com a venda de produtos para fomentar o trabalho dos artistas e a economia criativa. Para garantir adesão, pediu assinatura para quem passava pelo local e disponibilizou documento no site Petição Pública.